Odeio-te por te amar tanto …


Odeio-te por te amar
Estou cansada do tema que acompanhada a maior parte dos meus posts. Nestes últimos meses o amor é sem dúvida a força que me levanta e a que me faz cair, a bem ou a mal é a única que me move. Mas estou cansada.

Aprendi com esta relação vivida só por mim, que o amor pode ser fascinante, que se trata do sentimento supremo para o qual vale a pena viver e talvez o único que valesse uma morte. Mas, o amor como eu o vivi apesar de verdadeiro e intenso não vale nada. Amores não correspondidos não valem nada, como nada vale nada. O que vale alguma coisa?

Talvez a amizade, neste momento é a única coisa que tem de facto valor. O amor… o amor não vale nada. É traiçoeiro e transforma as pessoas… no meu caso nem sei se para melhor se para pior.

Com isto só posso dizer que odeio amar, que odeio amar-te porque tu não me amas, não me respeitas, não me valorizas nem me queres perto de ti… logo… odeio-te por te amar.

Mas ainda assim se passo perto da tua porta morria por te abraçar.

By: Tina Nunes

Anúncios

E na imensidão do meu silêncio …


E na imensidão do meu silêncio, eu sou apenas aquilo que sinto.
Metade de mim é amor… e a outra metade também.
Sigo viagem levando no coração sonhos, verdades, esperanças e alimento a alma de sorrisos.
Oiço com o coração…falo com o olhar…amo com a alma.
E ao longo do caminho vou vivendo intensamente tantos e tantos momentos felizes.
Por vezes tropeço, mas levanto-me, sacudo a poeira e continuo em frente, porque acredito em anjos e porque sei que em algum momento de um algum lugar eu voltarei sempre a sorrir.
São poucos os que me conhecem, poucos os que deixo entrar no meu mundo mágico de verdades, mas por vezes encontro pessoas extraordinárias de coração de criança e alma gentil a quem dou o nome de amigos.
Assim sou eu, uma alma de um eterno menino num corpo de Homem.

Cuide do seu jardim que logo ela ira te visitar


Tudo em nossas vidas, acontece quando tem que acontecer, nem antes nem depois, mas, sim no tempo certo, e não tentar perceber ou respeitar esse processo é o que nos causa sofrimento. Quando forçamos as coisas para acontecerem no tempo em que o nosso ego quer, um problema é criado, pois raramente o ego respeitará o fluxo e a inteligência universal.

As vezes pode levar anos até o resultado aparecer, como também pode ser que no dia seguinte, já tenha a resposta que tanto procura, mas uma coisa é certa tudo acontecerá quando não se colocar pressão, o parâmetro sempre é não apressar, não ter ansiedade, e principalmente não forçar. O que você quer acontecerá na hora certa, e isso é sabedoria milenar.
Não tenha pressa, como naquela metáfora da borboleta, “cuide do seu jardim que logo ela vira te visitar”…

%d bloggers like this: